Sob ameaça de nova variante, 160 mil seguem sem tomar 1ª dose da vacina contra covid em Manaus

Sob ameaça de nova variante, 160 mil seguem sem tomar 1ª dose da vacina contra covid em Manaus

O Brasil tem até agora três casos confirmados da variante Ômicron do coronavírus, identificada inicialmente na África do Sul e a situação preocupa autoridades do Amazonas que acendem o alerta sobre a necessidade da imunização contra o vírus.

A vacinação completa tem sido determinante para redução de mortes (Foto: Sandra Monteiro/Semsa)

Somente em Manaus, mais de 160 mil pessoas não tomaram sequer a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e em todo o estado mais de 500 mil não voltaram para tomar a segunda dose do imunizante.

Conforme o vacinômetro da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS), apenas 64,6% da população vacinável do estado completaram o esquema vacinal. Durante reunião com autoridades de saúde do estado, o governador Wilson Lima reforçou que a imunização é necessária. (Ouça)

A nova variante do coronavírus já foi registrada em pelo menos 17 países. Nenhum caso da doença foi identificado no Amazonas, até o momento. O médico infectologista e especialista em doença tropical, Julival Ribeiro, alerta que a vacina e as medidas de proteção ainda são a principal prevenção contra a Covid-19 ou qualquer outra variante. (Ouça)

Até sexta-feira, dia 03 de dezembro, a campanha de vacinação contra a Covid-19 tem 52 pontos disponíveis para a população.

São 41 unidades da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), uma na feira da Manaus Moderna, três Centros de Atendimento Integral à Criança (Caics) e uma ao Idoso (Caimi), além do shopping Millennium.

Nos locais, são oferecidas a primeira e segunda doses e também a de reforço, para quem atender aos critérios do Ministério da Saúde para a proteção adicional.

Reportagem: Cindy Lopes