Mesmo com redução nos casos, motoristas de aplicativos continuam a denunciar violência em Manaus

Mesmo com redução nos casos, motoristas de aplicativos continuam a denunciar violência em Manaus

Reportagem: Cindy Lopes

Os motoristas de transporte por aplicativo continuam sendo vítimas de violência na capital amazonense, apesar da redução nos números. No primeiro bimestre deste ano, Manaus registrou 23 assaltos à categoria. No mesmo perído de 2021, foram 51, uma queda de 55%. Os dados são do Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp) divulgados nessa quarta-feira (23).

(Foto: Divulgação/Internet)

Uma das principais reclamações para quem trabalha na área é que as plataformas exigem diversas informações dos motoristas para concluir o cadastro, mas essa mesma preocupação não existe em relação aos usuários.

O representante dos motoristas de aplicativo em Manaus, Edson Gonçalves, explica que muitos deles preferem trabalhar com corridas pagas no cartão para diminuir a chance de assalto. (Ouça)

Segundo o coordenador do Ciesp, major Rouget Britto, as forças de segurança têm atuado em ações ostensivas e preventivas. (Ouça)

No dia 4 de março, um grupo de criminosos foi surpreendido pela Polícia Militar momentos antes de assaltar um veículo de um motorista de aplicativo no bairro Compensa, zona Oeste de Manaus.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) afirma que a participação da população no trabalho policial é necessária, seja através das informações repassadas pelo 181, o disque-denúncia da SSP-AM, ou através dos Boletins de Ocorrência (B.O) registrados nas unidades policiais.