Marcelo Seráfico | Caso Moïse e de entregador de aplicativo escancaram a precariedade e violência nas relações de trabalho

Marcelo Seráfico | Caso Moïse e de entregador de aplicativo escancaram a precariedade e violência nas relações de trabalho

O assassinato do congolês Moïse Kabagambe chocou o Brasil com a violência exposta pelo caso. Após exigir o pagamento de duas diárias no quiosque que trabalhava na Orla do Rio de Janeiro, Moïse foi amarrado e espancado até a morte. Além disso, aqui em Manaus, um caso semelhante levantou a atenção da população: um entregador de aplicativo foi agredido por um cliente após cobrar o pagamento de um pedido. O vídeo da agressão, que ocorreu na frente do Hospital 28 de Agosto, viralizou nas redes sociais nos últimos dias. Marcelo Seráfico analisa as questões estruturais que estão inseridas nestes acontecimentos. Confira: