Manaus analisa cancelar réveillon e carnaval por causa de variante do coronavírus

Manaus analisa cancelar réveillon e carnaval por causa de variante do coronavírus

Entre os dias 10 e 12 de dezembro, a Prefeitura de Manaus decide se realiza ou cancela as festas de Réveillon e Carnaval. A informação foi divulgada nessa segunda-feira, pelo prefeito David Almeida, que cumpriu agenda em Brasília.

A previsão de nova onda da variante Ômicron gera preocupações e possível cancelamento de festas de Carnaval e Ano Novo. (Foto: Marcio James/Prefeitura de Manaus)

Segundo o prefeito, a prefeitura analisa a liberação das festas de fim de ano com muita cautela e trabalha, junto à Secretaria Municipal de Saúde com base em dados estatísticos e contágio da nova variante Ômicron, do coronavírus.

Ontem, 29, o vereador Rodrigo Guedes, do PSC, entrou com uma ação na Justiça pedindo o cancelamento de festas de fim de ano e do Carnaval em Manaus. O assunto gerou discussões na Câmara Municipal de Manaus.

A ação ajuizada pelo vereador traz como justificativas uma possível nova onda da pandemia causada pela variante “Ômicron” e o cancelamento do Réveillon e do Carnaval de 2022 em outras cidades do Brasil.

Apesar do réveillon já estar contratado e parcialmente pago, não haverá problemas em adiá-lo para uma data posterior, caso seja necessário cancelar em virtude da pandemia – declarou o prefeito de Manaus.

Reportagem: Tawanne Costa