Siga nossas redes sociais

Justiça concede liberdade provisória a suspeito de envolvimento nas mortes de Bruno e Dom

A Justiça Federal do Amazonas concede liberdade provisória ao pescador Laurimar Lopes
Caso Dom e Bruno: prisões de ex-servidores da Prefeitura de Atalaia do Norte são divulgadas

A Justiça Federal do Amazonas concede liberdade provisória ao pescador Laurimar Lopes Alves, conhecido como Caboclo. A decisão foi tomada pelo juiz federal Fabiano Verli. Laurimar é um dos suspeitos de envolvimento nos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips e teria ocultado os corpos dos dois.

Na decisão, o juiz afirma que “nada de novo apareceu. Ou, pelo menos, nada de novo foi acostado pelo MPF .”

Segundo o juiz, as prisões preventivas não podem ser mantidas por longos períodos sem motivos bem fortes.

Cabloco terá que pagar R$ 2 mil de fiança e deve se comprometer em comparecer mensalmente na Justiça Federal de Tabatinga ou na Justiça Estadual.

O suspeito deve permanecer em reclusão domiciliar por tempo integral, exceto por 4h diárias, para atividades de trabalho, em caso de emergência de saúde comprovada e nos casos de saída para comprimento de deveres com a Justiça, entre outros que devem ser autorizados caso a caso.

Da redação

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress