Imunização no interior do AM contribui para queda nos óbitos e internações

Imunização no interior do AM contribui para queda nos óbitos e internações

A Imunização no interior zera o número de óbitos e internações no interior do Amazonas. Maués recentemente comemorou nesta semana 20 dias sem nenhuma internação e já vacinou mais de 70% da população adulta.

Dados da FVS mostram que a faixa etária com maior número de vacinados, de 60 anos ou mais, foi a que mais registrou quedas em hospitalizações.

Essa grande exposição promovida pelos dois picos de contaminação no estado foi responsável pela morte de mais de 13.300 amazonenses.

Com a Imunização no interior, a cidade de Itacoatiara é outra que já vacina toda a população a partir de 18 anos. No último mutirão realizado na cidade, mas de 9 mil doses foram aplicadas para este público.

Todas as faixas etárias registraram queda. Mas o número foi maior entre quem tem 60 anos ou mais, que é o grupo que tem mais pessoas já vacinadas com as duas doses.

No segundo pico da pandemia, em janeiro, essa faixa etária tinha uma média de 879 mortes a cada 10 mil habitantes.

Vacina no Interior

Mais de 15.600 pessoas são imunizadas contra a Covid-19 no Amazonas durante os mutirões da Campanha Vacina AM realizados no fim de semana nas cidades de Itacoatiara, Urucará, Iranduba, Itapiranga e São Sebastião do Uatumã.

Durante a ação simultânea, pessoas com idade a partir de 18 anos foram vacinadas. Itacoatiara foi o que mais imunizou, com um total de 9.700 doses aplicadas, seguido de Iranduba (2.592) e Urucará (1.371).

Segundo o governador do estadoWilson Lima, até o final do mês de agosto, todo o público alvo deve ser alcançado.

A vacinação aconteceu das 8h às 18h em Itapiranga, Iranduba e São Sebastião do Uatumã. Em Urucará a ação iniciou às 8h e encerrou às 17h. Já em Itacoatiara, os postos de vacinação da sede do município foram abertos para atendimento das 8h às 20h; na zona rural a vacinação foi das 8h às 17h.

Ouça:

Reportagem: João Felipe Serrão
Foto: Reprodução