Assassinatos de Dom Phillips e Bruno Pereira foram crimes políticos, diz Univaja

Assassinatos de Dom Phillips e Bruno Pereira foram crimes políticos, diz Univaja

A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (UNIVAJA) se manifesta e afirma que o assassinato do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips constitui um crime político, pois ambos eram defensores dos Direitos Humanos e morreram desempenhando atividades em benefício dos povos indígenas, no Amazonas.

(Foto: Adam Mol/Funai)

A nota foi divulgada após a informação de que o suspeito Amarildo Oliveira confessou à Polícia que teria matado e enterrado as vítimas.

A entidade ajudou nas buscas aos desaparecidos junto às forças de segurança na região da Terra Indígena Vale do Javari ao longo dos 11 dias.

As investigações continuam, agora em sigilo. Os irmãos Amarildo e Oseney Oliveira já estão presos. O comitê de crise, criado para buscas, não descarta a participação de outras pessoas nos assassinatos.

Da redação