AM reduz prazo para aplicar terceira dose da vacina contra covid-19

AM reduz prazo para aplicar terceira dose da vacina contra covid-19

O Amazonas vai reduzir o prazo para aplicação da terceira dose da vacina covid-19. A chamada dose de reforço será aplicada a partir de 4 meses após o recebimento da segunda dose para toda a população com idade a partir dos 18 anos. O anúncio foi feito pelo secretário de Saúde do Estado, Anoar Samad, nesta terça-feira.

A redução no prazo prevê possibilidade de avanço na cobertura vacinal no Amazonas. (Foto: Marcely Gomes/Semcom)

A medida vale a partir desta quarta-feira (8) e vai ocorrer durante mais uma Mega Vacinação que ocorre nos 62 municípios do Amazonas. A estratégia prevê um avanço de até 20% na cobertura vacinal dos municípios durante a campanha.

Para o lançamento da ação, Anoar Samad anunciou que em Manaus será instalada a Carreta da Vacinação, que ficará na Praça Heliodoro Balbi – Praça da Polícia, funcionando entre 9h às 16h. O novo posto itinerante de vacinação inicia o funcionamento amanhã (08/12) e segue até o dia 23 de dezembro.

Também em parceria com o Ministério da Saúde, o Governo do Estado vai desenvolver ações para qualificar e ampliar o registro da vacinação em 21 municípios do Amazonas, no período de 10 a 22 de dezembro.

Após levantamento realizado pelo Governo do Estado, foram identificados os municípios que têm o maior índice de ausência de registros de vacinação, ou seja, os que menos registram a aplicação das vacinas contra a Covid-19.

Os municípios são Manaus, Parintins, Santo Antônio do Içá, Tapauá, Jutaí, Maués, Amaturá, Carauari, Iranduba, Apuí, Benjamin Constant, Manicoré, Nova Olinda do Norte, Itacoatiara, Fonte Boa, Borba, Maraã, São Paulo de Olivença, Manacapuru, Tabatinga e Presidente Figueiredo.

Dose de reforço para quem tomou vacina da Janssen

Na próxima quinta-feira (7), o Estado vai receber 12 mil doses da vacina da Janssen, que servirá para aplicação da dose de reforço para quem tomou a dose única no período de 2 meses.

A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde, Tatyana Amorim, afirmou essa remessa será destinada apenas à aplicação da dose de reforço, priorizando a população que recebeu a primeira dose em Manaus e nos municípios da região de fronteira do estado.

Dados da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) apontam que cerca de 28 cidades amazonenses estão com o esquema vacinal abaixo de 40%.

Da redação