Motocicletas

Produção e vendas de motocicletas registram alta de quase 50% no primeiro semestre de 2021

A indústria em Manaus registra alta de 45% na produção de motocicletas e as vendas crescem quase 50% no primeiro semestre de 2021. As fabricantes instaladas no Polo Industrial de Manaus produziram quase 567 mil unidades no período.

Segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), é o melhor resultado para o semestre, desde 2015 que fechou com mais de 697 mil motocicletas fabricadas.

Na avaliação do presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, o setor mantém seu ritmo de recuperação de forma consistente.

“O avanço da segunda anda do coronavírus em Manaus foi muito forte. O impacto na produção foi sentido na indústria, como na falta de abastecimento de alguns componentes e também a limitação da produção”

Apesar disso, o gerente afirma que as perspectivas são positivas para o próximo semestre.

“Estamos otimistas com a retomada da produção gradativa dos últimos meses e assim, pretendemos crescer 10.2% em 2021. Desejamos equilibrar novamente as ofertas e demandas, que continuam muito quentes”, completou Fermanian.

Sobre as vendas no varejo, no primeiro semestre de 2021, os licenciamentos passaram de 517 mil unidades, aumento de quase 50% em relação à 2020.

O gerente de uma concessionária de motos em Manaus, Cícero Carneiro, conta como estão as vendas nos últimos meses.

“Temos uma média de venda de 70 motocicletas por mês, aproximadamente, mil motocicletas por ano”, completou o gerente.

Divulgação/Suframa

Já sobre as exportações, no primeiro semestre, foram exportadas mais de 26 mil motocicletas, volume 148,7% superior ao ano passado.

A Argentina foi o país que mais recebeu motocicletas produzidas no Brasil, com 30,8% do total exportado. Os Estados Unidos ficaram em segundo lugar, seguido pela Colômbia.

Ouça este conteúdo:

Reportagem: Guilherme Guedes
Foto: Divulgação