Por Ricardo Chaves

Os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) rejeitaram o pedido de tramitação de urgência da proposta de recomposição salarial dos professores da rede pública da capital em sessão desta quarta-feira, 3.

A proposta do Executivo Municipal estabelecia uma recomposição de 1,25%, ou seja, R$30,00. Na discussão, base e oposição se dividiram. Servidores da educação estavam presentes nas galerias da Casa Legislativa Municipal e realizaram manifestação contra a proposta da Prefeitura de Manaus.

O placar final foi 19 a 18, com a rejeição do pedido de urgência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *