TCE manda cancelar show de R$ 391 mil em Borba, cidade em emergência por causa da cheia

TCE manda cancelar show de R$ 391 mil em Borba, cidade em emergência por causa da cheia

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou o cancelamento show de artistas nacionais em Borba, no interior do Amazonas. O evento custaria aos cofres públicos R$ 391 mil com a participação dos cantores Vitor Fernandes e Tarcísio do Acordeon. A decisão foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do TCE dessa quarta-feira (8). 

(Foto: Divulgação/TCE-AM)

O show estava previsto para acontecer na festa de Santo Antônio de Borba, no próximo dia 12 de junho, inclusive com ampla divulgação nas redes sociais da prefeitura da cidade.

Após representação do Ministério Público de Contas, foi identificado que os gastos com o festival, incluindo o cachê dos artistas, não são coerentes com o estado de emergência que o município de Borba passa, em decorrência das enchentes causadas pelas chuvas.

De acordo com o relatório da Defesa Civil, mais de 20 mil pessoas – o equivalente a metade do total da população da cidade – são afetadas com os impactos da cheia no município.

Shows com cachês milionários, em especial de artistas do sertanejo, tem sido alvo de polêmicas e investigações por parte de órgãos de controle em todo o Brasil.

Da redação