Siga nossas redes sociais

Supeito de matar servidor do TCE recebeu R$ 5 mil pela execução, afirma polícia

por Clara Toledo Serafini

 

por Liandre Coutinho

A ação que resultou na morte do advogado Erwin Rommel foi encomendada por R$ 5 mil, de acordo com a confissão dada à polícia pelo suspeito do assassinato.

O homicídio aconteceu no início da tarde de 11 de novembro em via pública, na Alameda Santos Dumont, zona centro-oeste de Manaus.

Erwin Rommel estava saindo de um restaurante quando foi surpreendido por Hewerton Kauan Oliveira Cavalcante, de 18 anos.

O suspeito foi preso no domingo (03) e responderá por homicídio.

Durante o interrogatório, o jovem relatou à polícia que o crime foi premeditado, mas que ele não sabe dizer quem seria o mandante. Segundo o delegado Ricardo Cunha, o objetivo agora é identificar os demais envolvidos. (Ouça)

Érvin era servidor do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e primo da presidente do TCE-AM, Yara Lins.

Quando questionado sobre a conexão entre o parentesco e o assassinato, o delegado afirmou que ainda não é possível descartar essa ou qualquer outra motivação. (Ouça)

Em uma coletiva de imprensa realizada nessa segunda-feira (04), o delegado Ricardo Cunha relembrou o caso. (Ouça)

A Polícia Civil seguirá com as investigações para identificar e prender os demais envolvidos no crime.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress