Rodoviários temem fim da função de cobrador após anúncio de novo sistema nos ônibus de Manaus

Rodoviários temem fim da função de cobrador após anúncio de novo sistema nos ônibus de Manaus

Reportagem: Tawanne Costa

Com o novo validador do transporte público, a função de cobrador de ônibus pode ser extinta em Manaus. O novo sistema promete realizar o pagamento da tarifa de 3,80 através do crédito, débito e pix. A medida tem repercutido entre a categoria dos rodoviários e pode gerar a demissão em massa de 3 mil trabalhadores.

(Foto: Divulgação/Sinetram)

A cobradora que atua na área há 5 anos, Socorro Andrade, teme ficar desempregada até o fim do ano. (Ouça)

Um Projeto de Lei (PL) que proíbe a circulação de ônibus sem cobrador, de autoria do vereador Jaildo Oliveira (PCdoB), segue em tramitação pela Câmara Municipal de Manaus. A proposta é para evitar demissão em massa no sistema de transporte público. Para Jaildo a situação coloca em risco o emprego destes profissionais. (Ouça)

O setor de transportes urbanos do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) já afirmou que não há previsão da retirada de cobradores dos coletivos, nem qualquer estudo relacionado ao tema. Henrique Libório era cobrador e virou motorista. Ele fala da dupla função que terá que realizar, caso seja necessário. (Ouça)

Atualmente, as empresas possuem 3 mil trabalhadores na função.