Renegociação de débitos do Fies já está disponível para inadimplentes

Renegociação de débitos do Fies já está disponível para inadimplentes

Reportagem: Clara Toledo
(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O tecnólogo em gestão hospitalar Fábio Augusto, formado em 2018, está entre os inadimplentes por causa do Fundo de Financiamento Estudantil, FIES, usado para custear a graduação. Fábio teve razões para não conseguir pagar as parcelas, mas agora está otimista com a possibilidade de renegociação de débitos. (Ouça)

A medida passou a valer a partir desta semana. A determinação, que virou lei na última terça-feira (1), garante até 92% de desconto no valor do saldo devedor.

A medida vem após um crescimento exponencial do valor da dívida, que em 2019 havia batido recorde, que tem sido superado nos anos subsequentes. A demanda já é um pedido antigo da classe estudantil.

Atualmente, a dívida acumulada do FIES é de R$ 82,5 bilhões em 2 milhões de contratos pelo país. Desse número, mais da metade está em inadimplência com as parcelas.

A situação de Lucas Barbosa é diferente. Apesar de não estar com débito pendente, ele afirma ter dificuldade em manter os pagamentos em dia. (Ouça)

O economista Inaldo Seixas reforça que é um momento importante para quitar os débitos. (Ouça)

Historicamente, a taxa de desemprego entre jovens costuma ser maior que a média geral, um fator que dificulta o pagamento da dívida. 31% do jovens de 18 a 24 anos estão nesta condição, segundo o mais recente levantamento do IBGE.

Para a economista Denise Kassama, o contexto atual de pandemia tem dificultado o pagamento dessas dívidas. (Ouça)

A renegociação pode ser feita por meio do site e aplicativo do Banco do Brasil e Caixa Econômica. O Fies, que existe há 20 anos, é considerado um dos principais facilitadores do acesso ao ensino superior no Brasil e beneficiou mais de 3 milhões de pessoas.