Siga nossas redes sociais

Presídios de Manaus passam por revista geral; visitas continuam suspensas

por Clara Toledo Serafini

As unidades prisionais de Manaus passam por uma revista geral com o intuito de garantir a ordem e a estabilidade do sistema penitenciário.

A afirmação é da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, a Seap.

A ação foi realizada nessa quarta-feira (19/07) nas cinco unidades prisionais da capital e contou com o efetivo de 300 policiais; além do Grupo de Intervenção Penitenciária (GIP); servidores da Seap e da Defensoria Pública do Estado (DPE).

Na última terça-feira, um detento de 21 anos foi morto após uma briga com um outro preso no Instituto Penal Antônio Trindade, o Ipat. O jovem chegou a ser levado ao hospital Delfina Aziz, mas não resistiu.

Para o titular da Seap, coronel Paulo César de Oliveira, trata-se de um fato isolado e as investigações estão em andamento. (Ouça)

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Vinicius Almeida, falou que nenhum objeto ilícitos nem entorpecentes foram localizados na revista. (Ouça)

A operação Cérberus, como foi chamada a revista, trata da prevenção nas unidades para evitar novas brigas e mortes. Ações parecidas devem ocorrer a qualquer momento, afirma o titular da Seap, coronel Paulo César Oliveira. (Ouça)

Foram vistoriadas a Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), na zona leste; Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT); Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj); Centro de Detenção Provisória de Manaus 1; Centro de Detenção Provisória de Manaus 2; localizados no KM 8 da BR-174.

Desde o dia 14 de julho, as visitas em todas as unidades prisionais da capital estão suspensas, visando à segurança de servidores, reeducandos, familiares e visitantes. A medida vale por 30 dias.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress