Siga nossas redes sociais

Prefeitura de Manaus desiste de privatizar plano de saúde de servidores, diz líder do prefeito na CMM

por carlao

A Prefeitura de Manaus recua da decisão de contratar o plano de saúde da empresa Hapvida para atender os servidores municipais.

A informação foi confirmada nesta segunda-feira, 26, pelo líder do prefeito na Câmara Municipal de Manaus, Eduardo Alfaia (PMN).

O Executivo Municipal pretendia substituir o plano Manausmed pela empresa Hapvida. A empresa havia vencido o Pregão Eletrônico e deveria ter contrato firmado em mais de 108 milhões de reais, número superior das demais concorrentes.

A mudança foi motivo de manifestações dos servidores municipais pedindo o cancelamento do processo por causa de inúmeras denúncias nos atendimentos.

A licitação chegou a ser suspensa, após denúncias de vereadores da CMM, apontando irregularidades no edital, dentre elas, suspeitas de direcionamento para a Hapvida, devido a regras que barravam a participação de outros planos de saúde na concorrência.

Segundo líder do prefeito, não houve irregularidades no processo e a nova decisão do executivo municipal de recuar no contrato se baseou em um diálogo com servidores e outras secretarias.

Mesmo com o anúncio de suspensão da contração, professores e pedagogos irão realizar manifestação na próxima quarta-feira, 28, na CMM, a partir das 9h contra a extinção do Plano de Saúde Manausmed.

Atualmente mais de 40 mil pessoas, entre servidores e dependentes, utilizam o plano de saúde.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress