O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) determina o bloqueio de bens de prefeito de Eirunepé, Raylan Barroso, por descumprir decisão do Tribunal e manter a shows no município.

O prefeito contratou, sem licitação, artistas nacionais no valor total de R$ 740 mil para se apresentarem no festejo em que foi comemorado os 128 anos da cidade.

Na decisão anterior, ignorada pelo prefeito segundo o TCE, o conselheiro Fabian Barbosa determinou que a prefeitura suspendesse a contração da banda Barões da Pisadinha e dos artistas Joelma e Eder e Emerson.

À época, o conselheiro destacou que a contratação aconteceria em um cenário de falta de investimentos em áreas essenciais da cidade, como: educação, saúde e saneamento básico.

Além do bloqueio dos bens do prefeito de Eirunepé, Raylan Barroso, e das duas empresas que agenciam as bandas contratadas, o TCE também fará uma inspeção extraordinária no município.

Da redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *