identidade

População encontra dificuldades para tirar RG em Manaus

Ouvintes relatam dificuldade para tirar a primeira ou segunda via da carteira de identidade em Manaus. O atendimento nas treze unidades de Pronto Atendimento ao Cidadão (PACs) do Amazonas foi retomado com agendamento por ligação telefônica há mais de dois meses.

Existem números disponibilizados pelos PACs nas recepções, de segunda a sexta-feira.

Mas segundo o ouvinte da BandNews Difusora, que pede para não ser identificado, as pessoas não são atendidas em nenhum dos telefones. “Os PACs passam três números diferentes e esses telefones que estão repassando nas recepções nunca atendem”, disse.

Ele está tentando solicitar a 2° via da identidade há quase dois meses. A esposa também precisa do documento para poder se vacinar contra a covid-19.

“Eu já estou há dois meses tentando. Quando finalmente consegui ser atendido no telefone, a pessoa que me atendeu disse que eu deveria ligar à tarde pois era o horário que faziam marcações de atendimento. Uma falta de respeito com a população, pois minha esposa está aguardando a nova identidade para tomar a vacina”, afirmou o ouvinte.

As denúncias sobre problemas para conseguir serviços de emissão de documentos são antigas na BandNews Difusora.

Ouvintes registram demora de mais de dois meses para conseguir contato nos PACs

O ouvinte Rodrigo Araújo também encontrou dificuldades para tirar o RG:

“Em Manaus, ainda existe uma dificuldade incrível de se tirar a identidade. Quem tem mais de dez anos com a mesma identidade e precisar trocar, tirar uma 2° via é muito demorado. E agora, quando você entra em contato com alguns PACs, eles exigem um documento que justifique o porquê da nova identidade, eu acho isso um absurdo”, disse Rodrigo.

Durante a pandemia, as atividades nos PACs ficaram suspensas, o que ocasionou em uma alta demanda.

Muitos estão tentando tirar o documento há meses para aberturas de contas, comprovação de dados, e outros processos que exigem a apresentação do RG, inclusive ir se vacinar contra a covid-19.

Até o momento, a Sejusc ainda não

Reportagem: Guilherme Guedes
Foto: Secom/Governo de Rondônia; SSP/Divulgação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email