Petrobras assina venda da refinaria Reman por US$ 189,5 milhões

Petrobras assina venda da refinaria Reman por US$ 189,5 milhões

Petrobras assina venda da refinaria Reman por US$ 189,5 milhões
Petrobras assina venda da refinaria Reman por US$ 189,5 milhões

A Petrobras assina nessa quarta-feira (25) contrato para a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), na capital amazonense Manaus, e os ativos logísticos associados pelo valor de US$ 189,5 milhões de dólares, para o grupo ATEM.

Dentre as oito refinarias que estão em processo de venda, a Reman é a segunda a ter o contrato assinado. Antes, em 24 de março deste ano, foi assinado o contrato de venda da Refinaria Landulpho Alves, na Bahia. A venda integra o compromisso firmado pela Petrobras com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para a abertura do setor de refino no Brasil.

Segundo a Petrobras, o processo de desinvestimento da Refinaria Issac Sabbá, aprovado pelo Conselho de Administração da Petrobras hoje, seguiu rigorosamente a Sistemática de Desinvestimentos aprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Após a venda das oito refinarias, conforme o compromisso firmado com o Cade, a estatal permanecerá como a maior empresa refinadora do país, com uma capacidade de refino de 1,15 milhão de barris por dia (bpd), segundo a empresa, com foco na produção de combustíveis mais eficientes e sustentáveis nas unidades mais próximas à produção de petróleo e aos maiores centros consumidores.

Os empregados que decidirem permanecer na companhia poderão optar por transferência para outras áreas da empresa. Outra possibilidade é a adesão ao Programa de Desligamento Voluntário, com pacote de benefícios. A Petrobras divulga interna e externamente as principais etapas do processo e, segundo a empresa, nenhum empregado será demitido em decorrência da transferência do controle da Reman para o novo dono.

Da redação
Foto: Reprodução