Paraquedista desaparecida após temporal é encontrada sem vida próximo à margem do rio Negro

O corpo da paraquedista, Ana Carolina Silva, de 26 anos, desaparecida desde a tarde de sexta-feira (15), durante temporal, é encontrado na manhã deste sábado (16), próximo ao Distrito do Cacau Pirera, em Iranduba, Região Metropolitana de Manaus.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, logo no início das buscas, por volta de 7h da manhã, um homem identificado como Raimundo Nonato, informou à Centro de Operações do Corpo de Bombeiros, que havia avistado um corpo, com a utilização de um drone, próximo ao Distrito do Cacau Pirera.

(Foto: SSP/Reprodução)

A equipe de mergulhadores deslocou-se ao local, removeu o corpo de trouxe para a base montada próxima à Ponte Jornalista Phelippe Daou, que liga Manaus à Iranduba. O tio da vítima que acompanhava as buscas reconheceu o corpo como sendo de Ana Carolina Silva. O corpo foi entregue ao IML para os procedimentos cabíveis.

Há informação que foi avistado um material parecido com um paraquedas próximo ao Porto Chibatão, em Manaus. As equipes de mergulhadores foram ao local para verificar a informação.

A ocorrência foi registrada nessa sexta-feira, quando uma forte ventania seguida de uma chuva intensa fizeram com que quatro paraquedistas mudassem o percurso dos saltos. Os outros três foram localizadas em diferentes pontos da cidade com vida: duas no bairro Compensa, zona Oeste de Manaus; outra no Rio Negro, após uma embarcação que passava pelo local fazer o resgate.

Da redação