Pão, leite, margarina: itens do café da manhã têm até 80% de alta nos preços no AM

Pão, leite, margarina: itens do café da manhã têm até 80% de alta nos preços no AM

Reportagem: Cindy Lopes

Começar o dia com um bom café da manhã está mais caro para as famílias amazonenses. Os consumidores relatam aumento, principalmente, no preço do café em pó, pão francês, leite e margarina.

(Foto: Reprodução/Internet)

Segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, o café, por exemplo, está custando 81% a mais do que há um ano nos supermercados do país. A manteiga e a margarina também tiveram aumento devido ao preço mais salgado do leite e óleos vegetais, matérias-primas utilizadas nos produtos.

O pão francês aumentou 4,2% no mês passado, pesando ainda mais no bolso do consumidor. O publicitário Brendo Gonçalves conta que percebeu esse aumento nas últimas semanas. (Ouça)

Para quem precisa tomar café na rua, o impacto é ainda maior. É o caso da marketing Geizi Bittencourt. (Ouça)

Zaqueu Fernandes é dono de um café da manhã no bairro São Francisco, zona sul da capital, que funciona há 25 anos. Ele diz que, em 2022, todos os itens tiveram aumento nos preços. O queijo coalho, presente em diversos cafés regionais da cidade, aumentou em mais de 100%, tornando inviável manter os preços sem reajuste. (Ouça)

O economista e colunista da BandNews Difusora, Marcus Evangelista, explica que boa parte dos alimentos consumidos no Amazonas vem de fora e isso encarece ainda mais o preço dos produtos na região. (Ouça)

Uma pesquisa divulgada nessa segunda-feira (16) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), revela que as famílias de baixa renda são as que mais sentiram o aumento dos preços em abril, impactados pela inflação, sendo o preço dos alimentos o principal vilão.