Orlando Câmara | Surtos de doenças relacionadas à alimentos naturais levantam alertas para a questão ambiental no estado

Pela segunda vez em menos de dois meses, a população do Amazonas é afetada pelo ressurgimento de casos de doenças raras e infecções sem causa aparente. Em julho, a preocupação foi com o tucumã. O fruto gerou grande comoção da população amazonense, que rapidamente abriu mão do consumo enquanto o caso era investigado pela FVS. Agora, o aparecimento da doença de Haff, a “doença da urina preta”, volta a preocupar a rotina dos amazonenses. A doença, que pode ser transmitida pela carne do peixe, através de contaminação por bactéria, levanta mais um questionamento. O que ambos os casos têm em comum? De acordo com o colunista da BandNews Difusora Orlando Câmara, os casos tem relação direta com o descaso com meio ambiente. A falta de consciência da população amazonense com relação aos assuntos ambientais do estado podem nos levar a situações tão graves quanto pandemia da covid-19, diz Orlando.