Para combater desmatamento no Amazonas, operação Tamoiotatá 2 é antecipada em dois meses e deve começar nos próximos dias.

Operação Tamoiotatá 2 é antecipada em dois meses e deve começar nos próximos dias

A operação Tamoiotatá 2 deve começar nos próximos dias com o foco em combater o desmatamento ilegal e as queimadas na Amazônia.

A ação, que foi antecipada em dois meses, terá atuação contínua até o final de 2022 e funcionará tanto na repressão de crimes ambientais quanto no resgate à regularização ambiental.

Para combater desmatamento no Amazonas, operação Tamoiotatá 2 é antecipada em dois meses e deve começar nos próximos dias.
Para combater desmatamento no Amazonas, operação Tamoiotatá 2 é antecipada em dois meses e deve começar nos próximos dias. Foto: Divulgação/PM-AM

O secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, destaca que a Tamoiotatá também vai abranger atividades para fiscalizar o transporte ilegal de madeira. (ouça)

No ano passado, o desmatamento na Amazônia foi o pior em 10 anos, de acordo com o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Foram mais 10 mil quilômetros de mata nativa destruídos e o Amazonas foi o segundo que mais desmatou e o que apresentou o maior crescimento na devastação em relação a 2020.

Para combater desmatamento no Amazonas, operação Tamoiotatá 2 é antecipada em dois meses e deve começar nos próximos dias.
Foto: Divulgação/PM-AM

Sobre queimadas, em 2021 o estado teve o terceiro pior ano. Foram mais de 14 mil focos de incêndio, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o INPE.

O secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, explica que a operação deste ano está sendo planejada e avaliada para que tenha bons resultados. (ouça)

Nesta semana, o Governo do Amazonas deu início ao Workshop de Avaliação da Operação Tamoiotatá com órgãos do Sistema Estadual do Meio Ambiente, Segurança Pública e instituições federais, para discutir melhorias para a força-tarefa.

O objetivo é avaliar os resultados obtidos na operação de 2021 e iniciar o planejamento das estratégias de atuação para os trabalhos deste ano.

Reportagem: Cindy Lopes