Motoristas de aplicativo relatam rotina de violência; SSP fala em redução de crimes em 2022

Motoristas de aplicativo relatam rotina de violência; SSP fala em redução de crimes em 2022

Reportagem: Gabrielle Moura

Mesmo com a redução de crimes tendo motoristas de aplicativo como vítimas na capital Manaus, eles afirmam que a insegurança para quem trabalha como motorista de Aplicativo ainda é grande. De janeiro a abril deste ano, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP) registrou 140 casos de crimes tendo motoristas de aplicativo como vítimas na capital Manaus. No ano passado no mesmo período, foram 183 crimes desta natureza.

(Foto: Reprodução/Internet)

Segundo a SSP, o número aponta uma redução de 23% nos casos de roubos a motoristas de aplicativo, em relação ao mesmo período do ano passado, em Manaus.

A categoria de motoristas diz que a redução de crimes foi apenas de latrocínio, que é roubo seguido de morte, mas crimes como roubos, furtos e sequestro relâmpago ainda acontece.

É o que relata o motorista de aplicativo e um dos representantes da categoria na cidade, Edson Gonçalves. (Ouça)

Ele conta que deixou de pegar corrida em dinheiro para evitar os assaltos. (Ouça)

Um outro motorista de aplicativo Eduardo Teixeira, conta que a categoria também adotou medidas próprias de segurança. (Ouça)

A SSP diz que conta com policiamento reforçado e câmeras inteligentes para inibir este tipo de crime contra motoristas de aplicativos. Segundo a pasta, ainda por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança, há monitoramento de motoristas de aplicativo para prevenir ocorrências e oferecer maior rapidez no atendimento em situações de emergência. O disque-denúncia 181 funciona 24 horas por dia, sete dias por semana. As ligações são gratuitas e sigilosas.