Motorista do caminhão que prensou duas mulheres no Japiim estava acima da velocidade permitida, diz laudo

Motorista do caminhão que prensou duas mulheres no Japiim estava acima da velocidade permitida, diz laudo

Motorista do caminhão que prensou duas mulheres no Japiim estava acima da velocidade permitida, diz laudo
Motorista do caminhão que prensou duas mulheres no Japiim estava acima da velocidade permitida, diz laudo

O laudo pericial do acidente de trânsito que causou as mortes de Suzy da Silva Pedrosa e Maria Eduarda Cardoso Caldas, no dia 27 de agosto deste ano, na avenida Rodrigo Otávio, bairro Japiim, zona sul, constata que os freios do veículo que colidiu e esmagou o veículo das vítimas estavam funcionando normalmente e apontou a responsabilidade do motorista do caminhão, uma vez que o mesmo estava acima da velocidade permitida para aquela via.

O motorista se apresentou à polícia, foi detido e solto após pagar fiança de R$ 10 mil. Ele vai responder pelo crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O Inquérito Policial (IP) foi finalizado pela Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito (Deat), e encaminhado à Justiça.

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) informou que o processo sobre o acidente tramita na Central de Inquéritos e encontra-se com vistas ao Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

O acidente

As duas mulheres morreram em um acidente de trânsito envolvendo cinco veículos, no dia 27 de agosto, na avenida General Rodrigo Otávio, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus. O carro em que as vítimas estavam foi esmagado entre dois caminhões.

Segundo a polícia, pelo menos 15 bombeiros atuaram, durante cerca de 3h30, para remover os corpos das ferragens.

O acidente envolveu cinco veículos. Um carro de passeio foi prensado por uma carreta e um caminhão que transportava areia. O motorista do caminhão teria provocado o acidente, batendo na traseira do carro. O veículo ficou totalmente destruído. 

Da redação
Foto: Reprodução