Morre em Manaus Sidney Rezende, músico que ajudou a revolucionar a toada

Morre em Manaus Sidney Rezende, músico que ajudou a revolucionar a toada

Morre por complicações decorrentes de diabetes o músico Sidney Afonso Rezende de Mello na manhã deste sábado (9) em Manaus. O artista estava internado no Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto, desde o dia 30 de março, após uma parada cardíaca. O governo do Amazonas decretou luto oficial de três dias pela morte do músico.

(Foto: Reprodução/Internet)

Natural de Minas Gerais, o artista tinha 65 anos. Sidney Afonso Rezende possuía problemas de saúde, mas ainda executava atividades. A especialidade de tocar violão não era mais praticada por ele.

O músico viveu por mais de 30 anos em Parintins, onde se tornou referência na composição de toadas que marcaram o festival, a maior expressão folclórica do estado, que tem como protagonistas os bois-bumbás Caprichoso e Garantido.

Sidney Rezende fez história no boi-bumbá Garantido, onde contribuiu na produção musical, compondo toadas que marcaram época e levando novos elementos musicais ao gênero.

Em nota, o governador Wilson Lima agradeceu a contribuição e o amor de Sidney Rezende pelo folclore amazonense e prestou condolências a familiares e amigos por esta dolorosa perda.

O funeral será realizado às 17h, no Palácio Rio Negro, avenida 7 de setembro, Centro de Manaus.

Da redação