Metade dos deputados do AM na Câmara trocam de partido para Eleições de 2022

Metade dos deputados do AM na Câmara troca de partido para Eleições de 2022

Reportagem: Ricardo Chaves
(Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados)

Metade da bancada federal do Amazonas troca de partido durante a janela partidária para disputar as eleições de 2022. As mudanças se devem à janela partidária encerrada na última sexta-feira (1) e às fusões de partidos.

O deputado Àtila Lins deixou o Progressistas para entrar no PSD. Agora o partido passa a contar com três parlamentares na bancada, já que o deputado Sidney Leite permanece na legenda e o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos saiu do PL para disputar a reeleição pela sigla.

Movimento oposto fez o deputado Capitão Alberto Neto que saiu do Republicanos para se filiar ao PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, que foi o que mais cresceu durante a janela partidária, tornando-se a maior bancada da Câmara dos Deputados.

O último parlamentar a mudar de sigla, mas dessa vez devido a fusão partidária, foi o deputado delegado Pablo, eleito pelo PSL, que virou União Brasil após fusão com o Democratas.

Os deputados José Ricardo (PT), Silas Câmara (Republicanos) e Bosco Saraiva (Solidariedade) não trocaram de partido.

Na avaliação do colunista de rotina da BandNews Difusora FM, Marcelo Seráfico, as trocas partidárias revelam como as posições ideológicas são deixadas de forma secundária nessas mudanças. (Ouça)

A colunista de política da BandNews Difusora FM, Rosiene Carvalho, analisou as movimentações dos parlamentares da Assembleia Legislativa do Amazonas. (Ouça)

Um destaque para os deputados de oposição, que em busca de melhores condições para alcançar a reeleição precisaram entrar em partidos do arco de influência do governador Wilson Lima (União Brasil).

PL, PT, PP, União Brasil e Republicanos são os cinco maiores partidos com representação na Câmara dos Deputados, com o fim da janela partidária e devem ter o maior tempo de propaganda eleitoral que leva em consideração o tamanho das bancadas federais.