Medidas de restrição precisam ser adotadas imediatamente para reduzir contágio da Covid no AM, diz epidemiologista.

Medidas de restrição precisam ser adotadas imediatamente para reduzir contágio da Covid no AM, diz epidemiologista

O Amazonas precisa imediatamente adotar medidas de restrição para diminuir a circulação de pessoas e reduzir o contágio pela Covid-19, de acordo com a opinião do epidemiologista da Fiocruz, Jesem Orellana.

O especialista fez uma análise sobre o atual cenário da pandemia no estado durante entrevista nessa sexta-feira (14) no programa Alta Frequência Manaus, da BandNews Difusora.

As recomendações, segundo Jesem, podem impedir que o quadro se agrave no Amazonas, que tem aumento expressivo nos números de infecções e internações nas primeiras semanas de janeiro.

O epidemiologista também destaca que a testagem tem que ser intensificada, o uso de máscaras precisa ser fiscalizado e o funcionamento de estabelecimentos deve ser limitado:

As medidas sugeridas foram adotadas no ano passado somente após a superlotação de hospitais por causa da demanda expressiva de internações pela Covid-19.

Jesem Orellana também afirma que o aumento de casos nesse momento corresponde a uma retomada da terceira onda, que estava em baixa desde julho do ano passado.

O especialista afirma que, apesar disso, a maior preocupação tem sido com a duplicação de internações nas últimas semanas, fator que pode levar o estado a um cenário grave parecido com o do ano passado:

Os dados mais recentes apontam que o estado possui 274 internados atualmente nos hospitais públicos e privados do Amazonas.

O epidemiologista também mencionou o assunto de vacinação das crianças contra a Covid-19.

De acordo com Jesem, a imunização deste grupo vai impactar na redução de transmissão da Covid-19:

A vacinação nas crianças de 5 a 11 anos começa na segunda-feira (17) em Manaus e tem expectativa de começar ainda na próxima semana no interior do Amazonas.

Da redação.