Maus tratos aos animais cresce 131% em Manaus

Maus-tratos aos animais cresce 131% em Manaus

Reportagem: Gabrielle Moura
(Foto: Reprodução)

Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP) mostram que os casos de maus-tratos a animais domésticos e silvestres aumentaram na cidade. Em dois anos, o número de notificações desse tipo de crime cresceu 131% somente na capital. De janeiro a novembro do ano passado, foram 360 casos, contra 156 registrados em 2020.

Ainda em 2021, foram identificadas 152 ligações com relatos de casos suspeitos de violência e abusos contra animais domésticos. Perdendo apenas para denúncias sobre tráfico de drogas nos registros do serviço emergencial 181, da pasta de segurança pública.

A autônoma Gleize Costa já presenciou situação de maus tratos e denunciou. (Ouça)

Entre as principais formas de maus-tratos estão: manter o animal amarrado em correntes por longos períodos ou presos dentro de casinhas, com a liberdade restrita. Privação de água e alimentação, falta de vacinação, falta de higiene tanto do animal como do local onde ele vive, agressão e abandono.

A membro da ONG “Proteção, Adoção e Tratamento Animal” de Manaus, Victoria Dantas, diz a responsabilidade social que a população carrega em relação aos animais. (Ouça)

Na última semana foi apresentado na Assembleia Legislativa do Amazonas um um Projeto de Lei que estabelece a obrigação de comunicação por parte de clínicas, consultórios veterinários, pet shops e demais estabelecimentos veterinários à Polícia Civil sobre indícios de maus-tratos em animais.

Ao constatarem indícios de maus-tratos em animais, você deve comunicar o fato por meio do número 181 ou se dirigir à Delegacia Especializada em Crimes Ambientais (DEMA), na rua Paul Adam, Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul de Manaus.

Para realizar a denúncia é necessário identificar as condições de saúde do animal, local e condições em que vive e registrar a ocorrência por meio de fotos e vídeo, além de identificar o endereço do suposto agressor.