Siga nossas redes sociais

Marina Silva diz na CPI acreditar na legitimidade das ONGs que atuam na Amazônia

por Clara Toledo Serafini

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse acreditar na lisura e legitimidade das organizações não governamentais e organizações da sociedade civil.

A afirmação ocorreu durante audiência da CPI das ONGs, que ocorreu nessa segunda-feira (27).

A ministra defendeu as organizações de interesse público que receberam recursos do Fundo Amazônia e que já tiveram seus processos auditados pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Enquanto a ministra saiu em defesa do fundo, senadores levantaram dados que, segundo eles, colocam algumas organizações sob suspeição.

O relator da CPI, senador Marcio Bittar (União-AC), apresentou dados que indicam que cinco ONGs que já prestaram depoimento na CPI captaram R$ 2,5 bilhões por meio do Fundo Amazônia em poucos anos. Ele quis saber da ministra quais projetos trouxeram resultados efetivos para a população amazônida.

Marina Silva esclareceu que o Fundo Amazônia é constituído de recurso privado e atualmente soma cerca de R$ 3 bilhões. De acordo com ela, existem projetos demonstrativos e auditados pelo TCU que asseguram a legitimidade e repercussão do trabalho das entidades na região.

A CPI das ONGS é presidida pelo senador do Amazonas, Plínio Valério (PSDB/AM), que elevou os ânimos da discussão durante audiência pública, após a ministra comparar o discurso do Senador com os antigos parlamentares da Casa. (Ouça)

Ainda no início da audiência da CPI, a ministra lamentou que sua participação tenha sido fruto de uma convocação, e não de um convite. Ela justificou a sua ausência na reunião que havia sido marcada na semana passada, em razão de sua presença em uma comissão na Câmara dos Deputados.

Marina ainda informou que sugeriu duas datas, em dezembro, após sua participação na COP28. No entanto, Márcio Bittar explicou que as datas sugeridas pela ministra não atenderiam ao prazo previsto para apresentação e votação do relatório final.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress