A diplomação é apontado por muitos como o fechamento oficial do processo eleitoral. Porém, em comparação com as posses anteriores, o evento ganha maior expressividade devido à tensão pós-eleição diante de um eleitorado dividido e eventuais protestos contra o presidente eleito. Segundo o sociólogo, Marcelo Seráfico, é importante colocar em destaque os mecanismos legais para evitar movimentos que contestam o resultado das urnas.

O assunto foi abordado na coluna Pensa Rotina desta segunda-feira (12).

Confira:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *