Siga nossas redes sociais

Mãos são mais afetadas pelas lesões por esforço repetitivo no trabalho, aponta pesquisa

por Clara Toledo Serafini

 

Por Eros de Sousa

As Lesões por esforço repetitivo (LER) foram umas das principais causas de afastamento do trabalho em 2023.

As mãos, que têm uma grande responsabilidade na execução de tarefas do dia a dia, são as mais impactadas.

Uma dessas pessoas foi a jornalista Rebeca Beatriz, ela relata que com o passar do tempo percebeu um incômodo no punho que a fez procurar um especialista. (Ouça)

O médico Ortopedista e presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, Antonio Costa, explica que há variadas formas de Lesões por esforço repetitivo (LER) dependendo do local em que a lesão atinge. (Ouça)

Na região da mão, só síndrome do túnel do carpo, uma das lesões mais comuns relacionadas ao trabalho, afastou cerca de 24 MIL pessoas do trabalho durante o ano inteiro, segundo o Ministério da Previdência Social.

O principal sintoma é o formigamento, que se manifesta geralmente à noite, além de dor, que pode ser tão intensa a ponto de acordar a pessoa.

Outros problemas que impactam as mãos, ligados ao esforço repetitivo, são a sinovite e tenossinovite que, no ano passado, foram as causas responsáveis pela concessão de quase 7 MIL benefícios por incapacidade temporária (auxílio doença). As doenças envolvem inflamação de membranas e tendões.

A dica, principalmente para pessoas que trabalham com digitação, é fazer uma parada de cinco minutos a cada 25 minutos de trabalho de digitação e um alongamento com as mãos e os punhos também podem ajudar na prevenção.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress