Adolescentes são vacinados em maior parte dos estados no Norte

Maioria dos estados do Norte do país já vacina adolescentes e o público em geral contra a Covid-19

Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia e Roraima: cinco dos sete estados da região Norte do país, já vacinam contra a Covid-19 os adolescentes entre 12 e 17 anos, além do público em geral com idade acima dos 18.

Ouça este conteúdo:

Conforme apuração da Bandnews Difusora FM, Pará e Tocantins ainda não imunizam esse público alvo.

A última faixa etária atendida em Belém, a capital paraense, com a primeira dose foi a de jovens com 18 anos, que completaram a idade até o dia 7 de agosto. A prefeitura aguarda novas doses para começar vacinação de adolescentes.

Em Palmas, no Tocantins, também são vacinadas pessoas que tenham a partir de 18 anos. Não há ainda a previsão para imunização de adolescentes.

No Amazonas, Manaus vacina contra a Covid-19 adolescentes de 12 a 17 anos, e a cidade tem registrado grande movimentação de pessoas em busca de imunização.

A Microempresária Bruna Cunha tem o filho de 16 anos, o pai de 55 anos e irmãs com idade entre 30 e 32 anos já vacinados contra a Covid-19. O pai foi o primeiro e já tomou as duas doses e está imunizado. (ouça)

A campanha de vacinação segue em Boa Vista, em Roraima, com aplicação do imunizante em pessoas a partir de 15 anos com ou sem comorbidades.

No Acre, todas as 22 cidades já vacinam adolescentes acima dos 12 anos.

Já em Porto Velho, em Rondônia, os adolescentes de 12 a 17 anos, com comorbidades ou deficiências permanentes, começaram a ser vacinados na última sexta-feira (20 de agosto). A decisão foi tomada depois que o governo aprovou a imunização do grupo. E no Amapá, a capital Macapá também oferta a primeira dose para adolescentes entre 12 e 17 anos.

A infectologista Ana Helena Germoglio destaca que mesmo sendo um grupo com menos risco de desenvolver a doença de forma grave, crianças e adolescentes também precisam ser imunizados devido ao risco de transmissibilidade. (ouça)

Em todo o país, diversas capitais já avançaram na vacinação dos jovens prevista no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Reportagem: Guilherme Guedes
Foto: Divulgação/Semsa