Maior parte dos estados da Região Norte estuda suspender uso de máscaras em locais abertos

Maior parte dos estados da Região Norte estuda suspender uso de máscaras em locais abertos

O uso de máscaras de proteção facial pode deixar de ser obrigatório nas próximas semanas, na maioria dos estados da Região Norte do país. No Amazonas, o governo diz que as prefeituras têm autonomia, mas recomenda que o uso seja mantido. Apesar disso, o uso do item em locais abertos deixou de ser obrigatório em Rio Preto da Eva, no interior do estado, em 16 de novembro. O município foi o primeiro do Amazonas a desobrigar a utilização de máscaras.

O secretário estadual de saúde, Anoar Samad, ainda disse há alguns dias que o estado foi pego de surpresa com a procura da Prefeitura de Manaus, que estuda a liberar ação. (ouça)

Maior parte dos estados da Região Norte estuda suspender uso de máscaras em locais abertos
(Foto: Agência Brasil)

Adriana Elias, diretora-presidente da FVS-AM, diz que a suspensão de máscaras depende da redução de atrasados com a 2ª dose.

Em Rondônia, Porto Velho liberou e as máscaras de proteção contra a Covid-19 deixaram de ser obrigatórias no início de novembro em espaços ao ar livre. O decreto autoriza o uso opcional nos ambientes. No entanto, a máscara permanece sendo exigida em locais fechados, como conta o prefeito Hildon Chaves. (ouça)

No Pará, estão sendo realizados mutirões para intensificar a vacinação contra a Covid em todos os 144 municípios do estado. Segundo o governador Helder Barbalho, as campanhas são fundamentais para ampliação da cobertura vacinal e flexibilização de máscaras. Ainda não há uma data para a liberação. (ouça)

E no Acre, as máscaras devem deixar de serem obrigatórias em janeiro de 2022, segundo o governador Gladson Cameli. Mesmo assim, o momento é de fortalecimento das medidas sanitárias. (ouça)

O abandono do item na região Norte é criticado pelo pesquisador da Fiocruz, Gabriel Guimarães. (ouça)

Já no Amapá, o prefeito de Macapá, Dr. Furlan, informou nos últimos dias que defende a permanência das máscaras. Em Roraima, o vereador de Boa Vista Dr. Ilderson (PTB) protocolou um projeto de lei que desobriga o uso de máscara na capital. O projeto aponta o avanço da vacinação.

Ainda no Norte, o Ministério Público do Tocantins e a Defensoria Pública entraram com uma ação na Justiça pedindo que a Prefeitura de Araguaína retome a obrigatoriedade do uso de máscaras na cidade. O item deixou de ser obrigatório no início de novembro após um decreto de flexibilização.

Reportagem: Guilherme Guedes