Reportagem: João Felipe Serrão

Em algum momento da vida, todos nós temos contato com o mundo dos jogos, seja por consoles, computador ou celular.

Para alguns, essa paixão vai além e se estende para a vontade de trabalhar nesse universo e desenvolver jogos. No entanto, para amazonenses, essa realidade parece distante, mas o trabalho desenvolvido no Laboratório de Tecnologia, Inovação e Economia Criativa da UEA, o Ludus Lab, tem demonstrado que é possível sim atuar nessa indústria.

Alguns dos resultados de pesquisas desenvolvidas no laboratório foram apresentados no Ludus Summit 2023, primeiro evento nacional de caráter técnico-científico no Amazonas que trata das últimas tendências no mundo dos games relacionadas à tecnologia e ao mercado.

O cientista-chefe do Ludus Lab, Jucimar Jr, destaca a parceria entre a UEA e empresa Tectoy, uma das maiores na indústria dos games. (Ouça)

A pós-graduação em desenvolvimento de jogos da UEA reúne estudantes e professores de diferentes áreas para formar desenvolvedores de jogos eletrônicos capazes de criar jogos para web, smartphones e tablets.

Eduardo Jorge é game designer e faz a pós-graduação. Ele detalha como a formação contribui para a qualidade dos jogos desenvolvidos. (Ouça)

Os produtos apresentados no Ludus Summit 2023 tem um aprimoramento técnico indiscutível e não perdem em nada para os jogos de smartphone que já fazem sucesso no mundo todo.

A professora pesquisadora no Ludus Lab, Cristina Araújo, conta que os projetos desenvolvidos na UEA são organizados para estreitar a ponte entre academia e o mercado de trabalho, produzindo jogos que são comercialmente viáveis. (Ouça)

Ao mesmo tempo, a ciência entra em jogo, literalmente, permeando os conceitos que norteiam os games, como explica a professora Cristina. (Ouça)

E não precisa ser programador para se aventurar no mundo do desenvolvimento de jogos. A equipe do Ludus Lab é composta por pessoas de diferentes áreas, como direito, recursos humanos, comunicação, design, contabilidade, entre outras.

O processo de produção de um jogo precisa dessa multidisciplinaridade. Tem a equipe que desenvolve o roteiro dos jogos, a equipe que faz a programação, a equipe que cuida da parte visual. Tem espaço para todo mundo.

De acordo o cientista-chefe do Ludus Lab, Jucimar Jr, um dos objetivos do laboratório é poder fortalecer e expandir um polo tecnológico em Manaus. (Ouça)

No Brasil e no mundo, o mercado de games segue em pleno crescimento e indica um futuro promissor no desenvolvimento dessa indústria.

De acordo com um estudo da Abragames (Indústria Brasileira de Games) a expectativa é que o mercado global dos jogos eletrônicos chegue ao faturamento de 200 bilhões de dólares para 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *