Siga nossas redes sociais

Justiça suspende greve dos professores da rede estadual do AM

por Clara Toledo Serafini

O desembargador Domingos Jorge Chalub Pereira, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), determinou a suspensão do indicativo de greve dos professores da rede estadual de ensino.

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), acatou a Ação Civil Pública (ACP) solicitada pelo Governo do Estado do Amazonas e decidiu, nesta segunda-feira (15), suspender o indicativo de greve dos profissionais da educação, aprovado pela classe no último dia 11.

No documento consta que o Estado considera ilegítima a assembleia promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam).

Na decisão assinada foi suspensa o indicativo de greve para o próximo dia 17 de maio e determinou ainda que em caso de descumprimento uma multa diária de R$ 30 mil ao Sinteam.

Além disso, também foi determinado que sejam descontados dos servidores os dias faltados em caso de adesão à paralisação.

A categoria está em campanha salarial e reivindica pagamento da data-base dos anos 2022 e 2023; reajuste da defasagem salarial na ordem de 25% e os retroativos dos anos 2020 e 2021 além do plano de saúde para os profissionais já aposentados.

O Sinteam, por meio da assessoria de imprensa, informou que ainda não foi notificado da decisão.

 

Da redação

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress