Gastos com alimentos crescem 21% no AM: Norte já tem maior taxa de insegurança alimentar grave no país

Gastos com alimentos crescem 21% no AM; Norte já tem maior taxa de insegurança alimentar grave no país

Os gastos com alimentação no Amazonas cresceram 21% e famílias encontram dificuldades em comprar alimentos. A Região Norte apresenta atualmente a maior taxa de insegurança alimentar grave do país.

O crescimento de gastos de 21% dificulta a alimentação adequada dos amazonenses. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Entre as pessoas que por algum motivos tiveram dificuldade para comprar comida na região norte do país estão os amazonenses. Em toda a região, o amazonas apresenta a maior taxa de insegurança alimentar grave, com 18,1%.

Nos últimos anos, os gastos com alimentação cresceram 21%, ou seja, em média as compras diárias no Amazonas chegaram a R$ 558 reais, segundo o Atlas das situações alimentares no Brasil.

Ir as compras está cada vez mais caro. Os amazonenses reclamam que estão levando somente o essencial para não faltar na mesa. (ouça)

Apenas domicílios em situação de insegurança alimentar grave são considerados com fome. O geografo, José Raimundo Ribeiro, destaca a desigualdade da despesa média mensal familiar. (ouça)

De acordo com a pesquisa, a alta no preço dos produtos fez a aquisição domiciliar de carnes suínas cair no Amazonas.

Reportagem: Tawanne Costa