Araras azuis correm risco de extinção

Especialistas alertam para a extinção de araras azuis

Ameaçadas pelo desmatamento e a caça ilegal, as araras azuis chamam atenção, beleza, tamanho e comportamento. O registro da espécie só existe em 11 estados brasileiros e entre eles o Amazonas.

Para evitar a extinção da espécie, o Instituto Arara Azul passou a estudar o comportamento das aves e fazer um trabalho de conscientização.

O projeto desenvolve técnicas como a criação de ninhos artificiais, em condições perfeitas para que as araras azuis possam se reproduzir, como explica a bióloga Neiva Guedes.

A ideia é garantir a sobrevivência e a reprodução dessa espécie. “Desenvolvi um modelo de ninhos artificiais que venho utilizando até hoje para aumentar o número de casais se reproduzindo. Essa técnica ajudou as araras e também outras 24 espécies”

Os principais fatores que levaram as araras-azuis a ameaça de extinção foram: a captura ilegal para o comércio nacional e internacional de aves de estimação, as queimadas e ainda a caça e coleta de penas para artesanato indígena.

A bióloga também faz um alerta para a comercialização clandestina.

“A aquisição de animais, quando não legalizada, estimula um comércio grande e que promove os maus-tratos aos animais”

A ave continua na lista de animais vulneráveis, segundo o Ministério do Meio Ambiente. Por isso, o acompanhamento é constante.

Reportagem: Tawanne Costa
Foto: Reprodução/Internet

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email