Siga nossas redes sociais

Eneva e Governo do AM anunciam escola técnica no interior

A Eneva e o Governo do Estado do Amazonas assinaram memorando de entendimento que define a Escola Estadual Agobar Garcia, em Silves, como o local onde será implantado um programa de formação técnica com cursos na área de gás e energia.

A assinatura foi feita durante cerimônia pelo vice-governador do Estado do Amazonas, Tadeu de Souza; pelo prefeito de Silves, Paulino Grana; pela professora Hellen Cristina Silva Matute, presidente do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM); pelo diretor de Relações Externas da Eneva, Damian Popolo; e pela diretora de ESG, Saúde & Segurança, Comunicação e Cultura da Eneva, Anita Baggio.

O documento firmado estabelece as diretrizes fundamentais para a concretização dos cursos, que terão duração de aproximadamente três anos.

“Colaborar e colocar nossos recursos para ajudar na qualificação desses jovens é mais uma ação que reforça o nosso compromisso de longo prazo para o desenvolvimento do interior do Amazonas. Estamos comprometidos em apoiar a formação e qualificação da mão-de-obra local e empenhados em ajudar a construir um legado para esta região que ultrapasse o empreendimento da empresa.”, afirma Anita Baggio, diretora de ESG, Saúde & Segurança e Comunicação da Eneva.

A empresa afirma que pensou o projeto para que ele esteja sintonizado com o mercado, especialmente o do setor de Energia. A ideia é que, futuramente, a escola atenda outras potencialidades regionais como, por exemplo, hotelaria, construção civil, etc. Neste programa, caberá à Eneva prestar apoio ao Governo do Estado com a reforma de infraestruturas necessárias ao treinamento de mão-de-obra local, incluindo a montagem de laboratórios. Todos esses equipamentos ficarão como legado para a população.

A companhia afirma ainda que irá colaborar para evitar a evasão escolar, podendo incluir a eventual provisão de bolsas de estudo e apoio com alimentação para alunos de baixa renda. As refeições desses jovens serão fornecidas pelo grupo Elas Empreendedoras, uma iniciativa da empresa com foco no empreendedorismo feminino e que capacitou, em Silves e Itapiranga, 101 mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica, tendo gerado mais de R$ 100 mil em vendas apenas em 2022. Durante o curso, também está previsto que a empresa realize palestras, visitas e aulas práticas para integrar os estudantes ao mercado.

Sobre a Eneva

A Eneva é a maior operadora privada de gás natural on shore (em terra) do Brasil e uma empresa integrada de energia, que atua da exploração e produção (E&P) do gás natural até o fornecimento de soluções de energia. A companhia possui ativos de E&P nos estados do Amazonas e Maranhão. Atualmente, opera 11 campos de gás natural nas Bacias do Parnaíba (MA) e Amazonas (AM). Adicionalmente, possui nestas regiões uma área total sob concessão superior a 60 mil km².

Com um parque de geração com 6,3 GW de capacidade contratada e de projetos já em fase de construção, a Eneva produz energia segura e competitiva para o sistema elétrico brasileiro. Seus ativos de geração termelétrica estão localizados nos estados do Maranhão (Complexo Parnaíba e Itaqui), Ceará (Pecém II e Termofortaleza), Sergipe (Celse – Usina de Porto de Sergipe) e Roraima (Jaguatirica II) e estão em fase de implementação no Amazonas (Complexo de Azulão). Em renováveis, a Eneva possui dois ativos operacionais e um pipeline de geração centralizada e distribuída, com destaque para o Parque Solar Futura, em Juazeiro, na Bahia.

Pioneira por natureza, a Eneva desenvolveu um modelo de negócio inédito no Brasil: o Reservoir-to-Wire (R2W), que consiste na geração térmica integrada aos campos produtores de gás natural. Com isso, a companhia desempenha um papel importante na transição da matriz energética brasileira, oferecendo energia a partir de um combustível flexível, econômico e eficiente. Listada no Novo Mercado da B3 (Bolsa de Valores brasileira) desde 2007, a empresa integra o Ibovespa e, em 2023, passou a fazer parte, pela primeira vez, da Carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 (ISE da B3) – além de outros índices da Bolsa. A Eneva visa continuar crescendo de forma responsável, oferecendo soluções de energia confiáveis e acessíveis para a sociedade.

Projetos sociais anunciados

– Conexões Musicais, em parceria com a OSB

– Vingadores: de apoio e capacitação de crianças e adolescentes para entrar no futebol profissional

– Dicara: Projeto de Densenvolvimento Integral de Crianças e Adolescentes Ribeirinhas da Amazônia, com foco em 4 comunidades de Itapiranga

– Olha o Curumim: um projeto de desenvolvimento cultural voltado para a formação infantil, através de representações teatrais interativas com as crianças, com a peça teatral “Olha o Curumim no Trânsito”, contemplando também, oficinas para formação de multiplicadores de artes cênicas para os professores. O objetivo do projeto é despertar na criança o interesse pelas artes cênicas, aproveitando para fixar o conhecimento de temas importantes para seu desenvolvimento e convivência em grupo. Destinado a crianças, na faixa etária de 4 a 7 anos, regularmente matriculados nas escolas da rede pública de ensino: os Centros Municipais de Educação Infantil – CMEI. A ideia é formar multiplicadores desde a infância, em temas importantes na sua formação pessoal. As Oficinas serão voltadas aos professores das escolas, visando a difusão da ideia do tema escolhido.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress