Empresário foi morto a mando de próprio sócio, revela Polícia Civil

Empresário foi morto a mando de próprio sócio, revela Polícia Civil

O empresário Julian Larry Barbosa Soares, investigado como mandante do homicídio do próprio sócio Rafael Moura Cunha, foi preso nessa sexta-feira pelas equipes da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A morte de Rafael ocorreu em dezembro do ano passado, no bairro Parque Dez.

(Foto: Divulgação)

O titular da especializada, Ricardo Cunha, relatou que foi possível constatar que Julian ordenou a morte de Rafael; quando contratou Alinelson Pereira, conhecido como “Coringa” e Adriano Almeida, chamado de “Biscoito”, para executarem o crime. (Ouça)

Após a morte de Rafael Moura, Julian assumiu o comando do empreendimento e com o dinheiro do caixa fazia o pagamento dos pistoleiros através de depósitos. (Ouça)

De acordo com a polícia, um dos suspeitos do crime, Alinelson William foi preso no dia 25 de março. Já Adriano continua foragido. O delegado Ricardo Cunha fala sobre as possíveis motivações para o assassinato de Rafael. (Ouça)

Julian foi preso no estabelecimento comercial no bairro Parque Dez. Durante buscas em sua casa, no bairro Redenção, os policiais encontraram os comprovantes dos depósitos que ele realizava para os executores.

Julian foi indiciado por homicídio qualificado. Será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem onde vai passar por audiência de custódia.

Da redação