Doença infecciosa que ataca cavalos e até humanos é monitorada no Amazonas

Cerca de quatro propriedades são interditadas após constatação de foco de mormo, uma doença infecciosa registrada nos municípios de Urucará e São Sebastião do Uatumã, interior do Amazonas.

A enfermidade que também pode ser transmitida a humanos foi confirmada em quatro cavalos após análises realizadas em laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) iniciou o monitoramento de outros 11 equídeos, entre eles, asnos e mulas. Ouça:

Reportagem: Ricardo Chaves
Foto: Reprodução