Siga nossas redes sociais

Defesa de acusados de matar Bruno e Dom tenta anular processo

por Clara Toledo Serafini

Após problemas com internet, Justiça define novas datas de audiências do caso Bruno e Dom

A defesa dos acusados de envolvimento nas mortes de Bruno Pereira e Dom Phillips busca anular o processo.

Os advogados acionaram o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) pedindo a suspensão dos interrogatórios e do processo até que as testemunhas e informantes arrolados pela defesa sejam ouvidas. O processo será analisado pelo desembargador federal Cândido Ribeiro.

O pedido foi apresentado depois que o juiz original do caso, Fabiano Verli, vetou a oitiva de oito informantes e 13 testemunhas, entre elas o ex-presidente Jair Bolsonaro, o senador Sérgio Moro e familiares dos denunciados.

Verli afirmou na decisão que as testemunhas foram vetadas porque “nunca tiveram contato direto com os fatos”.

A defesa argumenta que o juiz descumpre a legislação federal ao vetar as testemunhas e informou a BandNews que, caso a decisão seja favorável, o processo pode ser anulado.

A defesa tentou, em março deste ano, retirar o juiz Fabiano Verli do caso.

Da redação.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress