Defensoria Pública do AM solicita documentos da CPI da Pandemia para apurar mortes por falta de oxigênio

Defensoria Pública do AM solicita documentos da CPI da Pandemia para apurar mortes por falta de oxigênio

Defensoria Pública do AM solicita documentos da CPI da Pandemia para apurar mortes por falta de oxigênio
Defensoria Pública do AM solicita documentos da CPI da Pandemia para apurar mortes por falta de oxigênio

Os documentos da CPI da Pandemia do Senado Federal são solicitados pela Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) para instaurar procedimento de apuração e responsabilizar autoridades sobre a crise de oxigênio no Amazonas, que causou diversas mortes no estado em janeiro deste ano.

O pedido ocorre após a CPI da Pandemia notificar a DPE, no dia 11 de agosto, para realizar ações solicitando indenização para amazonenses vítimas da Covid-19.

A Defensoria de Interesses Coletivos afirma que vem acompanhando as questões relacionadas à pandemia desde o princípio, em especial nos momentos mais críticos, como os vivenciados no Amazonas na primeira e segunda onda com o pico de contágio e mortes.

Em depoimento a CPI o diretor da Vitamedic, Jailton Batista, uma das farmacêuticas que produz ivermectina no país, disse que a empresa gastou R$700 mil reais em patrocínios em um manifesto da Associação Médicos Pela Vida, que indicava o tratamento precoce contra Covid-19.

No ofício encaminhado, a Defensoria pede que, caso não seja possível o compartilhamento dos documentos, que seja enviado o Relatório Final da Comissão Parlamentar de Inquérito, assim que concluídos os trabalhos da CPI da Pandemia. Ouça:

Reportagem: Ricardo Chaves
Foto: Reprodução