Defensoria Pública do AM investiga aumento de 700% no preço das passagens aéreas para Parintins

Defensoria Pública do AM investiga aumento de 700% no preço das passagens aéreas para Parintins

Reportagem: Cindy Lopes

Os preços altos das passagens aéreas para Parintins, praticados pelas companhias Azul, Gol e Latam, são investigados pelo Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon) da Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM). A apuração pode resultar em ação civil pública por dano coletivo.

(Foto: Divulgação)

O aumento nos preços foi observado após o anúncio do retorno do Festival Folclórico, em junho deste ano. A investigação considera que a conduta das companhias pode se enquadrar em prática abusiva, conforme o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Segundo o defensor público Christiano Pinheiro, coordenador do Nudecon, a liberdade tarifária não é valor absoluto. (Ouça)

Conforme levantamento já feito em reportagem da BandNews Difusora FM, o trecho de ida e volta Manaus/Parintins saiu de 600 reais para cinco mil reais. Um aumento de mais de 700 por cento em sites de companhias.

A estudante Taciana Farias é de Porto Alegre e pretendia visitar Parintins no período do Festival, mas, após a alta nos preços, a viagem vai ficar para a próxima. (Ouça)

A Defensoria Pública solicitou que as empresas justifiquem o aparente sobrepreço das passagens e está realizando a coleta de preços em meses anteriores e posteriores à data do Festival Folclórico de Parintins.