AO VIVO

Criminosos usam nome de desembargador para aplicar “golpe do alvará”, alerta TJAM

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) alerta a sociedade para o chamado “Golpe do Alvará” ou “Golpe dos Precatórios” em que quadrilhas têm encaminhado documentos por e-mail e WhatsApp informando que o destinatário possui dinheiro a receber e para liberação do valor teria que “efetuar pagamento de Alvará”, geralmente ligado a processos de Precatórios.

Para dar um ar de “legitimidade” ao documento, essas quadrilhas vêm utilizando indevidamente o nome do Desembargador João de Jesus Abdala Simões, diretor da Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam).

O TJAM afirma que a Central de Precatórios não entra em contato com os credores e que a ordem de pagamento de valores a serem repassados obedece a critérios técnicos, cuja intimação é realizada via advogado autorizado para atuar no processo ou por meio dos canais oficiais institucionais.

Nada é feito por meio de ligações telefônicas ou via mensagens de WhatsApp e/ou outros aplicativos, assim como os pagamentos de Precatórios não são feitos por Alvarás.

O Tribunal orienta que qualquer cidadão que receba documento suspeito por e-mail ou WhatsApp envolvendo o nome do TJAM, que entre em contato com a Central de Precatórios do Tribunal, através do telefone (92) 2129-6636

Da redação

Últimas Notícias