Reportagem: Eros Sousa. 

O Imposto de Renda é um tributo federal aplicado a todo brasileiro sobre a renda, proporcional ao que cada um ganha.

A entrega da declaração do imposto ajuda a entender se a cobrança está correta e quanto cada um deve pagar ou receber da receita federal no próximo ano.

O prazo já começou e é preciso estar atento para não cometer erros. A obrigatoriedade da declaração é para pessoas que tiveram renda acima de 30 mil 639 reais durante todo o ano, isso tanto em salários, como aluguéis ou aposentadorias.

A receita federal também menciona outros casos de obrigatoriedade, entre eles quem tem bens ou direitos acima de R$ 800 mil reais.

O contador Luiz Fernando explica que o principal erro do contribuinte é não declarar os bens corretamente e ocultar informações importantes: (Ouça)

A malha fina ocorre quando é encontrada alguma diferença entre as informações declaradas pelo contribuinte e as informações apresentadas pelas outras entidades, isso significa uma análise mais detalhada da sua renda pela receita.

Outro ponto destacado pelo contador é que muitas pessoas deixam para declarar o Imposto de renda de última hora, o que causa problemas desnecessários. A entrega da declaração este ano vai até o dia 31 de maio: (Ouça)

Importante destacar que algumas variáveis podem deduzir valor do imposto, entre elas as relacionadas com educação, despesas médicas e previdências privadas e sociais. Mas ainda assim é preciso estar atento, como explica Luiz Fernando: (Ouça)

A dica é ler e reler bem na hora de declarar o imposto de renda. Há três formas de declarar, primeiro por telefone ou tablet, por meio do aplicativo Meu Imposto de Renda, pelo computador com o programa Gerador da Declaração do Imposto de Renda ou no site da própria Receita Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *