Reportagem: Tawanne Costa.

É rejeitado na Câmara Minicipal de Manaus (CMM) o pedido de convocação do prefeito David Almeida (Avante) para prestar esclarecimentos sobre viagem para o Caribe, custeada por um empresário que tem contrato com a Prefeitura de Manaus.

O requerimento foi apresentado pelo vereador Rodrigo Guedes (Podemos) nesta segunda-feira (19), mas foi derrubado durante votação na CMM.

Em resposta aos questionamentos, a Prefeitura de Manaus enviou uma nota ao jornal O Globo, alegando que a viagem do prefeito não foi planejada e que ele foi convidado por Roberto Lopes, responsável pelo custeio da viagem.

Na tribuna, o vereador Marcelo Serafim (PSB) defendeu que o executivo municipal devolva o valor gasto.

No primeiro discurso como novo líder do executivo municipal, Eduardo Alfaia (PMN), disse a viagem não se caracteriza como crime.

O parlamentar afirmou ainda não há irregularidades no contrato do empresário com a Prefeitura de Manaus.

Além de David Almeida estavam na aeronave o de Planejamento

e Gestão de Pessoas de Manaus, Valcerlan Ferreira Cruz, e demais pessoas ligadas ao prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *