Casos de estelionato no Amazonas crescem 50% em 2021

Casos de estelionato no Amazonas crescem 50% em 2021

Casos de estelionato no Amazonas crescem 50% em 2021
Casos de estelionato no Amazonas crescem 50% em 2021

O Amazonas registra mais de 735 crimes cibernéticos de janeiro a julho deste ano. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM), repassados com exclusividade para a BandNews Difusora.

A quantidade é 50% maior do que todo o ano de 2020, que registrou cerca 490 crimes virtuais.

Se comparado com o início da série histórica que foi realizado em 2019, chega a ser 191% maior, com a identificação de 252 invasões de dispositivos informáticos.

Os crimes são impulsionados pelo isolamento social durante a pandemia, que obrigou as pessoas a usarem os meios digitais para diversas atividades.

De olho no crescimento de casos, a Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos da Polícia Civil do Amazonas emitiu um alerta na última semana para os casos de estelionato.

Parar realizar denúncias, o cidadão deve comparecer ao Distrito Integrado de Polícia (DIP) mais próximo ou na sede da especializada, que fica nas dependências da Delegacia-Geral de Polícia Civil, na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus.

Projeto

A Câmara dos Deputados aprovou em março um projeto que amplia penas por crimes de furto e estelionato praticados com o uso de dispositivos eletrônicos como celulares, computadores e tablets.

O projeto cria um agravante, com pena de reclusão de 4 a 8 anos, para o crime de furto realizado com o uso desses aparelhos, estejam ou não conectados à internet, seja com violação de senhas, mecanismos de segurança ou com o uso de programas invasores. Ouça:

Reportagem: Ricardo Chaves
Foto: Reprodução