Siga nossas redes sociais

Budang é a nova cara do Hardcore nacional

por Clara Toledo Serafini

 

Reportagem: Rennan Gardini

Diretamente de Florianópolis, apresento a vocês, o Budang (Ouça)

Hardcore é um gênero musical que sempre esteve por aí desde os anos 80. Nunca morreu, nunca foi esquecido e sempre teve ouvintes fervorosos.

A beleza desse gênero é a capacidade de se renovar e a longevidade dos temas abordados. Sempre haverá alguém com uma visão específica sobre certos panoramas político-sociais, e sempre haverá alguém disposto a dizer como se sente em relação à vida e ao mundo. O Brasil nos entrega bandas de Hardcore excelentes há décadas. Algumas delas são bem recentes, como a Budang, de Florianópolis.

O vocalista, Guilherme Larsen, explica a visão do projeto. (Ouça)

O Budang expressou muitas vezes uma visão antifascista, algo que é bem comum no gênero que a banda se enquadra. Questionado se essa visão acaba fechando portas para a banda, o guitarrista Vinicius Lunardi, foi bem direto. (Ouça)

O Hardcore vem ressurgindo na cultura popular dos últimos anos. Essa nova fase é embalada por bandas relativamente recentes, como Drain e Turnstile, dos Estados Unidos e Speed, da Austrália. A Budang nasceu em 2019 e faz parte de uma nova geração de bandas que surgem por todo o Brasil. O Baterista, Felipe Royg, vulgo Minhoca, fala sobre o movimento. (Ouça)

Budang é uma banda que sempre esteve na estrada. Os músicos, que já tocaram em boa parcela do Sul e Sudeste, querem zerar o Brasil. Essa constância na estrada vem de uma vontade, quase uma necessidade, de se manter tocando, como explica Guilherme. (Ouça)

Budang tem 3 EPs lançados, disponíveis nas plataformas digitais, e se preparam para o lançamento do primeiro álbum completo, que deve sair até o fim de 2024.

Curta e compartilhe!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Assine nossa newsletter

Receba uma seleção de notícias feitas pelos nosso editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Últimas Notícias

plugins premium WordPress