Bebês atendidos pelo banco de leite da Maternidade Moura Tapajóz precisam de doações

Bebês atendidos pelo banco de leite da Maternidade Moura Tapajóz precisam de doações

Reportagem: Gabrielle Moura

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) está em alerta com a saúde e evolução de recém-nascidos que estão na UTI da maternidade Doutor Moura Tapajóz e que necessitam do leite materno. O Posto de Coleta de Leite Humano, também conhecido como “Cantinho da Amamentação”, teve uma queda expressiva no número de doadoras nas últimas semanas.

(Foto: Reprodução/João Viana/Arquivo Semcom)

A baixa adesão, normalmente verificada no período de final de ano, resultou em um estoque muito baixo no início deste ano e a recuperação esperada nos três primeiros meses do ano não foi alcançada.

A coleta domiciliar pode ser agendada pelo telefone ou a doação pode ser realizada presencialmente na própria sede da maternidade. Como explica a responsável pelo Cantinho da Amamentação, enfermeira Lílian de Carvalho. (Ouça)

O Posto de Coleta de Leite Humano da Moura Tapajóz funciona 24 horas e dá apoio às mães que tiveram filhos recentemente e mulheres que estão amamentando, com consultas individuais de orientação sobre amamentação.

Os bebês doentes e prematuros precisam desse suporte. Cada 300 ml de leite sustentam, em média, um recém-nascido por dia.

A amamentação é recomendada pelo Ministério da Saúde para crianças pelo menos até dois anos ou mais, sendo, de maneira exclusiva, até os seis meses.